Como tornar a convivência de pets e vizinhos mais saudável?

Como tornar a convivência de pets e vizinhos mais saudável?
27 de março de 2019 souto

 

Pets e vizinhos

Convivência com pets? Cada vez mais, os pets fazem parte da família brasileira. Assim, é muito comum conviver com cães e gatos no condomínio, não é mesmo? O Brasil já é um dos países com o maior número de cães e gatos no mundo: são mais de 132 milhões!

Os moradores têm sim direito de ter um bicho de estimação em condomínios de apartamentos ou  de casas, mas devem haver regras claras para todos. Para que a convivência entre pets e vizinhos dê certo é preciso que os moradores tenham respeito um pelo outro. Assim, é fundamental que os pets não atrapalhem a saúde, sossego e a segurança de seus vizinhos.

Confira algumas regras de convivência que os donos de pets devem seguir!

 

Passeios sempre com coleira

Nada de pets soltos pelo condomínio – cães ou gatos. Isso porque nem todas as pessoas são familiarizadas com animais e podem ter medo. Outro motivo é que os animais podem acabar pulando em crianças e assustar em vez de agradar. Os gatos, por sua vez, não devem ficar soltos para não acabar indo para a casa dos vizinhos, subir em carros (o que pode acabar danificando a pintura dos automóveis por arranhaduras) ou ainda provocar o latido de cachorros vizinhos.

 

Respeite as áreas que o pet pode circular

O Regulamento Interno do condomínio deve explicitar as áreas comuns onde os animais podem circular: se só do elevador para a portaria, se podem usar o elevador social e se não são permitidos na brinquedoteca, academia ou piscina, por exemplo.

 

Recolha as fezes dos animais

Os cães podem sair para passear desde que os donos recolham as fezes feitas durante os passeios. Além de ser uma questão de higiene, é uma atitude de respeito com outros moradores e com os responsáveis pela limpeza do condomínio.

 

Latidos em excesso necessitam de atenção

Cães que ficam muito tempo sozinhos, que não passeiam, ou sofrem de ansiedade de separação podem ter o hábito de latir durante muito tempo. Se esta é uma reclamação constante dos vizinhos, vale a pena procurar um adestrador e um veterinário para ajudar o pet. Afinal, é um sinal que eles estão sofrendo com a situação.

 

Pets precisam estar saudáveis

Os cães e gatos precisam estar com a saúde em dia para conviver com outras pessoas e animais nas áreas comuns. A dica é sempre levar o pet para um check-up com o veterinário e manter as vacinas, a vermifugação e os medicamentos antipulgas e carrapatos e  em dia.

Enfim, faça o que estiver ao seu alcance para garantir a melhor convivência possível entre o seu pet e os vizinhos!